sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

De volta ao Ponto Cruz - marcando o bordado

Já fazia algum tempo que eu não conseguia bordar um bloco temático para o Love Quilts Brasil.
O último  penúltimo foi para um acolchoado de flores que foi rifado em 2010. Falei sobre ele Aqui

Desde então bordei vários blocos de assinatura, mas não é a mesma coisa. 

Como para 2013 temos um pedido com tema não muito popular entre as voluntárias, decidi dar um jeito e também me inscrevi para bordar para o Jonesson. Ele escolheu o tema: Pássaros e Aves para meninos, com preferência por Águia, Flacão e Gavião.

Encontrei alguns gráficos relativos ao tema e acabei escolhendo o da revista Wild and Free - Book 22 Stoney Creek pag 20 e 21.

Antes de mostrar o trabalho concluído, quero aproveitar para deixar uma dica pra vocês. 

Essa dica eu aprendi no grupo das voluntárias do projeto há alguns anos atrás. No começo parecia muito complicado mas fui pegando o jeito e posso garantir que facilita muito marcar o etamine.

Material necessário: 

  • Caneta esferográfica ponta fina Pilot BPS preta, pode ser azul ou vermelha, eu prefiro a preta.
  • Jogo de canetas hidrográficas LAVÁVEL Faber-Castell.

Se usar canetas de outras marcas faça um teste antes para não ter surpresas desagradáveis ao terminar o bordado.

1º passo:
Marcar todos os contornos com a caneta Pilot BPS no etamine.

2º passo:
Marcar as cores das linhas a serem bordadas usando canetas hidrográficas com cores contrastantes. Um pequeno pinguinho em cada quadradinho da trama da etamine é suficiente.

Para os passos 1 e 2, escolha um lugar tranquilo. Você precisará estar concentrada para não acabar marcando errado. Se acontecer, use por exemplo a canetinha amarela e marque novamente. Ai você saberá que tem um erro e precisará checar novamente no momento de bordar qual a cor a ser utilizada.
3° passo:
Escolher uma cor de linha e começar bordando todos os pontos marcados para essa cor.
4º passo:
Bordar todos os contornos. Para os contornos internos muitas vezes será necessário acompanhar o gráfico original pois a marcação ficará escondida sob os pontos já bordados

Quando o bordado for concluído, borde  sua assinatura e chegou a hora do banho. (rsrs)

5º passo:
Lavagem do bloco. 

Uso uma tampinha de sabão de coco líquido, deixo o bloco bordado de molho por aproximadamente 30 minutos. Toda a tinta das canetas vai se soltar na água. Não se assuste, não é a linha que está sangrando, embora algumas cores de linha tenham mais tendência a soltar tinta como o vermelho, laranjas etc, mesmo o fabricante garantindo no rótulo que é Cor Firme. Fique atenta.
Enxague bem para remover todo e qualquer resíduo de sabão.


6º passo:
Secagem do bloco. Pendurar no varal

7º passo:
Passar a ferro pelo avesso, sobre uma superfície macia (toalha de banho).

Meu bordado  está pronto, limpinho e cheiroso prá ser usado na confecção de um Acolchoado de Amor do projeto Love Quilts Brasil.

A grande vantagem é que estando com seu bloco marcado, não é preciso mais ficar seguindo o gráfico,  olha aqui, olha ali, conta e olha novamente. Dá para bordar em qualquer lugar, até assistindo TV. Depois de tudo marcado é muito mais fácil e rápido.

Desvantagem: você demorará mais tempo para iniciar o bordado. Mas não se preocupe, a medida que for bordando irá recuperar todo o tempo gasto na marcação.

Experimente em seu próximo bordado marcar os pontos com canetinhas. E depois me conte como foi.

Bons bordados!!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

FRIENDS SEWING TOGETHER FOREVER Quilt

Hoje quero mostrar pra vocês o  "Friends Sewing Together Forever" finalizado.
"Quiltado" e montado.  Prontinho!!

Este topo chegou em minhas mãos como doação das amigas Kiki, Maria Regina e Sylvia do grupo Patchwork BR do Yahoo Grupos para o projeto Love Quilts Brasil. A história por trás deste quilt foi contada aqui.

Ele ficou um bom tempo no meu Baú dos UFO's, enquanto eu arrumava um tempinho para poder trabalhar nele e amadurecia e analisava qual seria a melhor forma de montá-lo e qual quilting faria.

Pra começar, poderia ter usado um tecido só no forro, seria o mais fácil e o mais comum, mas... decidi fazer algo diferente. 

Fiz um bloco Friendship Star (=Estrela da Amizade), que me pareceu muito significativo para este quilt e aproveitando que tinha pedaços dos mesmos três tecidos que a Kiki usou na borda feita por ela,  segui o mesmo padrão e fiz outros 2 blocos em tiras para serem colocados  nas laterais da estrela e montei uma faixa completando com outro tecido muito parecido com o que a Regina usou nos blocos. Isto, a meu ver,  resultou em uma harmonia bem bacana entre o topo e o forro.


Forro montado, fiz alguns croquís estudando o que poderia ser quiltado em cada parte,  até optar por estes:

Bloco central  - feito pela Divânia - bloco Churn Dash com bordado em redwork - optei por fazer um quilting in the ditch (= quilting rente as costuras) já que não havia muita área livre.
1a. borda - feita pela Kiki -  Free Motion Quilting - Stippling nos blocos de patchwork e Echo Stitching nos blocos em redwork.
2a. borda - feita pela Maria Regina - Quinting reto nos 4 blocos Spool e Feathers nas áreas neutras.
3a. borda - feita pela Sylvia - Free Motion Micro Stippling e quilting reto nas áreas centrais da celtic appliqué (= aplicação de serpentinas celtas), e Echo Stitching nas laterais das serpentinas.

Foi a primeira vez que fiz quilting livre do tipo Echo Stitching e Feathers. Respirei fundo e encarei este grande desafio. Foi um aprendizado maravilhoso. 

Está pronto!!  

Em breve  ajudará  a colocar sorrisos nos rostinhos de várias crianças atendidas pelo Love Quilts Brasil.

Outros dados:

Tipo de fechamento: Viés Frances duplo
Tamanho da peça: 1,12m X 1,12m
Topo criado por Divânia, Kiki, Maria Regina e Sylvia
Forro, Quilting e Fechamento - feito por mim.

Sugestões de utilização:  manta de sofá, toalha ou sobretoalha de mesa. 

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Round Robin - UFO Coletivo

Como comentei, aqui estou trabalhando em um UFO (UnFinished Object) - um trabalho inacabado muito especial.
Sim, um UFO coletivo.
Trata-se de um Quilt trabalhado como Round Robin. Então deixe-me descrever o que vem a ser um Round Robin Quilt para as pessoas que talvez nunca tenham ouvido falar disso.

Round Robin - é um trabalho interessante feito por pessoas amigas, com um interesse em comum: Ter um trabalho do qual ela propria e varias amigas tenham participado.  É estabelecido a quantidade de participantes (normalmente de 3 a 6). O grupo estabelece as regras e datas, estando tudo definido, cada participante inicia seu próprio trabalho, fazendo, um bloco central. E o trabalho é enviado então para a próxima participante que irá acrescentar a 1a. borda e o encaminhará para a partipante seguinte que acrescentará a 2a. borda e assim por diante até que o trabalho retorne para a pessoa que o iniciou, que poderá então finalizá-lo. Costuma ser muito interessante pois cada participante só  verá como ficou seu quilt quando este retornar para ela. Então é promovido um encontro ou combinado algo virtualmente para que todos os trabalhos finalizados sejam mostrados.

A história do UFO Coletivo
Em 2009 algumas participantes do grupo Patchwork-BR no Yahoo Grupos  decidiram iniciar um Round Robin. Os grupos foram então organizados. Regras e datas estabelecidas, porém em um dos grupos formados (Divânia, Maria Regina, Kiki e Sylvia) um dos trabalhos  passou por todas as participantes e retornou para a pessoa que o iniciou, porém, por algum motivo alheio ao plano inicial, todos os demais trabalhos ficaram parados em mãos da Divânia que não deu andamento nos quilts das amigas. Frustração geral.

Em 2011 (ou será que foi em 2010?), uma das integrantes foi até a casa dela, em outro munícipio para resgatar todos os trabalhos. Foi quando  Divânia decidiu que não deveria ficar com seu próprio quilt e o entregou junto com os demais trabalhos. 

Como cada uma queria apenas ter seu próprio trabalhos de volta, se re-organizaram e decidiram entre si que o topo concluído seria doado ao Love Quilts Brasil, para que dessa forma essa experiência pudesse resultar em algo de bom e pudesse ser útil, de alguma forma.

Elas então se reorganizaram e concluíram suas peças. Mostro abaixo as fotos dos quilts que foram terminados posteriormente por Kiki, Maria Regina e Sylvia.
Ficaram maravilhosos, não?

O trabalho doado ao Love Quilts Brasil chegou então em minhas mãos e entrou em meu famoso Baú dos UFOS.

Agora estou trabalhando nele.
e já que este quilt passou para a categoria de WIP (Work in Progress = Trabalho em Progresso), logo logo estará pronto e poderei mostrar como ficou. Aguardem só mais um pouquinho.

E você tem algum UFO?  já participou de algum Round Robin?

Eu tenho vários UFOs e embora não tenha participando diretamente de nenhum Round Robin, achei muito legal os resultados e estou curtindo muito terminar este quilt para o Love Quilts Brasil.


Vejam quantos UFOs interessantes estão sendo trabalhados: http://freemotionquilting.blogspot.com.br/2012/12/ufo-sunday-marathon-finish.html

sábado, 1 de dezembro de 2012

Retornando

Quanto tempo não escrevo nada ...
Ano complicado este.

No início de 2012 meu irmão passou por uma série de procedimentos cirúrgicos.  Graças a Deus agora ele está bem, mas foi bem difícil. Mesmo confiando que tudo iria dar certo a gente acaba se desestabilizando e  acabei ficando com pouca inspiração para escrever.
No Love Quilts Brasil, tivemos muito trabalho e estamos conseguindo resultados surpreendentes em 2012. Falarei mais sobre isto em outra postagem.
Há um mês nosso gatinho PINGO foi descansar, no céu,  nos braços de São Francisco. Como dói no coração. Ficamos todos muito tristes, inconformados com o que aconteceu. Sentimos muito sua falta , viu Bebezinho? Te amaremos para sempre!
PINGO 26/06/2010 - 31/10/2012

 Nesse meio tempo fiz alguns trabalhinhos que mostro para vocês agora:



A Bolsa Outono foi feita utilizando pequenas sobras de tecidos (tiras) com o método Quilt as you go,  e com a técnica do Braid Quilt ou Trança. 
É uma técnica deliciosa de ser feita.

Foi a primeira bolsa que eu fiz, e gostei muito!








Porta Meadas feitos para o Love Quilts Brasil.  Com espaço para 20 plaquinhas de linhas e 2 bolsos internos, um charme!










Mug Rugs feitos à partir de retalhinhos minúsculos
de sobras de tecidos que foram utilizados na confecção de acolchoados do projeto Love Quilts Brasil. Estes foram entregues para as amigas: Juliana e Thatiana, que participaram de uma brincadeira no grupo de voluntárias do projeto e acertaram a resposta em cheio. 










Pano de Copa Gatinha feito em aplicação com termo colante, caseado e bordado a máquina e pintura em tecido.  (Estou com dó de usar. rsrs)











12 jogos em patchwork com 13 blocos cada  para os acolchoados das crianças de 2012 do projeto Love Quilts Brasil. 2 deles ainda não foram usados.









44 Blocos de assinatura: 1 completo e em 43 bordei apenas o nome da criança para a qual  o Acolchoado de Amor foi montado. 











Iniciei um novo trabalho em
Red & White (Vermelho e Branco)

O que será que vem por ai?









E por último, tirei um UFO coletivo do Baú.


UFO coletivo? Como Assim?

Depois eu explico melhor. (rsrs)






O ano está quase acabando...incrível isso! 
Parece que a cada ano os 365 dias do ano passam mais rápido.

Em 2012 não produzi muita coisa mas também não deixei ele passar em branco, certo? 
Este mês é tudo mais complicado pois as festas de final de ano estão chegando, mas espero ter mais algumas novidades até 31 de dezembro.

Até a próxima postagem.

domingo, 19 de agosto de 2012

LOVE QUILTS BRASIL no programa AÇÃO


Há 6 anos atrás... direto do Tunel do Tempo. LOVE QUILTS BRASIL no programa AÇÃO (19/08/2006)

Os números cresceram, já entregamos mais de 540 Acolchoados de Amor!!!
Verdade que varias crianças se tornaram anjinhas, e que muitas vezes isso aconteceu até mesmo antes de conseguirmos entregar nosso presente de amor para elas.
Muitas voluntárias chegaram ao projeto depois do programa AÇÃO. Outras se foram e várias voltaram. Algumas ficaram conosco até agora e outras foram chegando depois.
Novas frentes de trabalho foram concretizadas. E hoje atendemos crianças de todo território nacional e até algumas crianças de outros países que fazem tratamento nas instituições Brasileiras nas quais estamos atuando.
Nada disso teria acontecido não fosse a dedicação e participação de toda equipe.
Todo bloquinho bordado, todo jogo de patch, toda doação de tecidos para confeção são importantes e sem elas não teríamos chegado onde estamos.
Agradeço a toda equipe! 
Juntas somos mais fortes e podemos realizar maravilhas.
Que possamos nos manter firmes em nosso propósito de levar carinho as crianças do projeto Love Quilts Brasil.
Venha fazer parte você também!
www.lovequiltsbrasil.org
Ivani


domingo, 12 de agosto de 2012

Emblema da FAB

Um dos temas oferecidos como opção para as crianças do projeto Love Quilts Brasil é Forças Armadas. Normalmente rapazes escolhem,  e existe poucos gráficos relacionados ao tema para serem bordados em Ponto Cruz. Em 2010 fiz o gráfico com o emblema da FAB - Força Aérea Brasileira que já foi utilizado em dois lindos Acolchoados de Amor: 







Em 2010, para o Acolchoado do Patryck, a voluntária Creusa, do Rio de Janeiro quem bordou









e em 2011 para o Acolchoado do Wellder foi a Voluntária Juliane, de Praia Grande.









Os acolchoados ficaram mesmo muito bonitos e os dois curtiram muito. Se você quiser ver outras fotos  e ler os relatórios para saber como foram as entregas, clique no nome deles. aqui: PATRYCK e WELLDER.

Agora em 2012 temos um outro rapaz aguardando por um Acolchoado de Amor com o tema Forças Armadas, que estaremos montando com muito carinho. Fico feliz em poder colaborar também com o gráfico da FAB.

Bons bordados!

terça-feira, 24 de abril de 2012

PATCHWORK - QUILTING e outras definições


Algumas pessoas tem me perguntado  qual a diferença entre PATCHWORK e QUILTING, então decidi fazer esta postagem para explicar alguns termos em inglês comumente utilizados.

PATCHWORK  é um trabalho com retalhos de tecidos que envolve a união de pedaços de tecidos por costura. A precisão de cortes, medidas e costura  é fundamental para que o trabalho fique perfeito. O PATCHWORK  é mais usado para fazer colchas de retalhos, mas pode ser usado também para fazer bolsas, tapeçaria, vestimentas, painéis, trilhos de mesa, toalhas de mesa, jogos americanos e outras peças decorativas.

O PATCHWORK é usado normalmente no topo do trabalho, mas pode também ser usado no forro porém em um formato mais simples. Afinal nada impede que um forro seja feito com mais de 1 tecido, concordam?

QUILT nada mais é do que uma COLCHA em PATCHWORK
Composta por 3 partes:
  • Topo que é a parte de cima da colcha, montado com diversas peças de tecidos num trabalho de PATCHWORK formado por uma série de blocos idênticos ou com desenhos diferentes.
  • Manta
  • Forro


OBS: EDREDOM não é  QUILT, já que seu topo é feito com um único tecido.

SAMPLER é um quilt mostruário, pode ser de diversos tamanhos: uma colcha ou um painel. Feito com blocos em PATCHWORK com diversas técnicas e diferentes tipos de blocos.
Podendo variar inclusive as cores.

Neste que eu fiz utilizei um tipo diferente de Quilting para cada bloco.  Se quiser saber mais sobre este SAMPLER, veja as postagens anteriores, clicando AQUI e AQUI.


QUILTING é a costura feita para segurar as 3 camadas ou “sanduíche”  (= topo + manta +tecido forro) do QUILT.

O QUILTING poderá ser reto ou formando desenhos decorativos e poderá ser feito à mão ou à máquina, utilizando  máquinas de costura doméstica ou a LONGARM, máquinas de braço longo específicas para essa finalidade.

Para fazer o QUILTING  com à máquina de costura doméstica, existem pés calcadores especiais:

WALKING FOOT – para costuras retas

QUILTING FOOT , DARNING FOOT, BIG FOOT (plástico), OPEN TOE (metálico com abertura): são pés específicos para o FREE MOTION QUILTING, que é o QUILTING de movimento livre ou QUILTING Livre.

Cada marca e modelo de máquina de costura possui um pé adequado para este tipo de Quilting, na dúvida pergunte em uma loja distribuidora da marca de sua máquina, para não acabar comprando gato por lebre e ter um equipamento adequado com o qual conseguirá melhores resultados. Para as máquinas mais antigas existe no mercado um modelo genérico.

Existe uma infinidade de desenhos criados para o FREE MOTION QUILTING os mais conhecidos são: Meandering, Stippling, Baptist Fan e Echo Quilting.


O FREE MOTION QUILTING tem esse nome porque para fazê-lo você é que comandará para qual direção o ponto será feito.

Para este tipo de QUILTING é preciso anular o tamanho do ponto selecionando o tamanho do ponto em zero.
A relação entre as velocidades, das mãos e da máquina, determinará o tamanho dos pontos.
  •  Velocidade baixa da máquina e movimento rápido das mãos  produzirá pontos grandes.
  •  Velocidade alta da máquina e movimento lento das mãos produzirá pontos pequenos.

Os pontos não poderão ser nem muito grandes nem muito pequenos e quanto mais uniformes forem os pontos, mais bonito ficará o QUILTING.

Alguns profissionais de FREE MOTION QUILTING são categóricos em afirmar que é necessário abaixar, os dentes impelentes que ficam embaixo do pé calcador.
Outros, no entanto, defendem ser melhor trabalhar com os dentes impelentes na posição normal, porém cobertos.

Teste em sua máquina e verifique qual método funcionará melhor pra você.

Antes de iniciar este tipo de QUILTING é recomendado fazer um teste em um “sanduiche” de amostra, assim será possível ajustar a tensão da máquina e treinar. 
Com treino (leia aqui: MUITO TREINO) será possível conseguir controle de velocidades ideais. E um bom resultado.
E importante, relaxe enquanto estiver "quiltando", porque a tendência é ficar tenso.
Já falei sobre isto em uma postagem anterior, se quiser ler clique AQUI.


No Blog da Leah - o FreeMotion Quilting Project, você encontrará instruções semanais detalhadas no QUILT ALONG sobre FREE MOTION QUILTING e muito mais.



2012 está também sendo o ano do Desafio: Free Motion Quilting Challenge no blog Sew Cal Gal, onde a cada mês um profissional do Quilting é convidado.







Existem no YouTube vídeos interessantes sobre Free Motion Quilting.
Vale a pena conferir!

terça-feira, 3 de abril de 2012

RETALHOS

Pouco antes de minha mudança para Minas, há quase 8 anos atrás, ganhei da mãe da Simony, que é costureira, duas sacolas repletas de retalhos, entre eles tecidos finos, lãzinha, veludos, brim, sarja, viscose, tricoline, ana-ruga, cetim, etc, etc, etc...
Em Março de 2009 utilizei alguns retalhos na restauração do String quilt feito por minha tia Esther há aproximadamente 50 anos atrás. 
O quilt original foi herdado por meu irmão e cunhada, mas estava precisando de uma restauração
Separei os blocos aproveitando na nova montagem, somente os blocos cujos tecidos ainda estavam em boas condições. São os blocos que estão  nas laterais deste topo, e com os novos retalhos montei os demais blocos.

Como vocês podem ver na primeira foto ainda tem muito retalho. Hora de utilizar mais alguns.
Fiz um tapetinho de banheiro
Achei alguns pedaços de brim e um outro tecido estampado grosso.
Cortei em tiras de largura variável, conforme foi possível, já que os retalhos eram bem irregulares.
Usei uma toalha como forro, e um pedaço de espuma no lugar da manta.
E ficou pronto o tapetinho.

sexta-feira, 30 de março de 2012

PÃO DE QUEIJO

Super testada e aprovada. Esta receita é ideal para o lanchinho da tarde, em dias quentes, em dias frios, dias chuvosos enfim todo dia é dia de Pão de Queijo!

PÃO DE QUEIJO
225ml de leite
150ml de óleo
1 colher (sopa) de sal
1/2 kg de polvilho azedo ou doce
3 ovos inteiros batidos com 2 colheres (sopa) de óleo
1 saquinho de 50grs de queijo parmesão ralado
3 xícaras (chá) de queijo tipo Minas Padrão ralado grosso

Modo de preparo:
Em uma panela grande, ferva o leire e o óleo com o sal.
Quando começar a fumegar tire do fogo e misture o polvilho mexendo bem com uma colher grande ou espátula.
Adicione os ovos batidos com o óleo, o queijo Parmesão e o queijo Minas Padrão.
Misture bem a massa ainda na panela para dar o ponto. (Se estiver muito seco, acrescente  outro ovo batido - dependendo do tamanho dos ovos não será preciso acrescentar mais)

Molde os pãezinhos. Use  uma colher de sopa como medida. Enrole formando bolinhas
Coloque as bolinhas em forma com teflon (não precisa untar)
Asse em forno pré aquecido à 200ºC por aproximadamente 15 minutos ou se preferir até dourar.

Rendimento: aproximadamente 40 unidades

OBS: pode rechear com requeijão cremoso ou cheddar que fica ainda mais irresistível

OBS 2: Assista ao passo a passo desta receita

domingo, 18 de março de 2012

DIA DO QUILTING - DIA DO ARTESÃO

Anualmente no 3º sábado de Março é comemorado o dia do Quilting. Este ano foi a 22ª edição do evento National Quilting Day nos Estados Unidos. Mais do que um dia dedicado a arte de quiltar é um dia em que as quilters são incentivadas a fazerem  de sua arte um trabalho voluntário, como uma maneira de compartilhar um quilt e seu amor por este trabalho.  Visite a página oficial do National Quilting Day e conheça mais.

Aqui no Brasil comemoramos amanhã, dia 19 de Março, o dia de São José patrono dos artesãos. E seria muito bacana se todas as amantes do Quilting & Patchwork também pudessem nesse dia deixar de lado seus trabalhos pessoais e muitas vezes profissionais, já que muitas  fazem deste artesanato seu trabalho profissional, realizando algum trabalho voluntário,  será que alguém aceitaria o desafio?

Então vou deixar a dica: O Love Quilts Brasil utiliza jogos de 13 blocos idênticos (cores, estampas e tipo de bloco) de patchwork intercalados com blocos bordados em Ponto Cruz na montagem de Acolchoados de Amor para crianças com graves problemas de saúde. 
Você já conhece o projeto? 
Não?! Então venha conhecer, é um trabalho voluntário lindo:


Já conhece? Então participe!
Qualquer dúvida sinta-se a vontade para me escrever.

Uma amiga me enviou o texto que coloco abaixo. Posso garantir pra vocês que me identifiquei com bem mais de 10 situações e dei boas risadas.
Se você se identificar com mais de 10 sentenças juste-se às Quilteiras Compulsivas Anônimas. Elas se reunem todos os dias da semana terminados em “a” e “o” do calendário Gregoriano numa loja de paninhos perto de você.

Você sabe que é uma fanática por Patchwork se…

… na sua casa tem mais tecido do que comida.

… sua tábua de passar está sempre armada mas você nunca passa roupas.

… você pensa em seu trabalho como uma interrupção do seu tempo de costura.

… as pessoas estão sempre tirando linhas de você.

… você consegue medir um centímetro com precisão sem régua.

… você precisa de uma casa maior para (re)instalar sua sala de costura.

… você compra todo apetrecho que vê para Patchwork não porque você precise mas apenas porque você ainda não tem.

… você possui mais tesouras do que poderia um dia imaginar e mantêm todas elas com cadeado para que nenhum incauto resolva cortar papel com elas.

… você sabe quem fabricou um tecido só de olhar para ele.

… você têm kits de Patchwork suficientes para deixar de herança para as próximas três gerações de seus filhos.

… você tem mais agulhas que no consultório do seu médico.

… você tem um GPS interno para encontrar lojas de tecido.

… seus filhos sabem cozinhar e lavar para eles mesmos.

… o valor total das suas máquinas de costura é maior que o do seu carro.

… você deseja ser enterrada com seu dedal.

… você carrega mais fotos de trabalhos de Patchwork do que dos seus filhos.

… você pensa que a cama está pelada se não estiver com uma colcha de Patchwork nela.

… prefere costurar a comer.

… em um filme de romance você presta mais atenção na colcha de Patchwork sobre a cama do que na ação que se passa em cima dela.

… você tem tanto tecido que daria para abastecer o estoque de uma loja, mas nenhum em tamanho suficiente para fazer um simples vestido.

… ao invés de um bom romance, seu livro de cabeceira é sempre um livro de Patchwork.

… às 23hs você dá um beijo de boa noite em seu marido e diz “Eu já vou para a cama, assim que terminar esse bloco” e quando você se dá conta seu marido está te dando um beijo de bom dia ao sair para o trabalho.

… ao receber a fatura você percebe que a maior parte dos gastos com seu cartão de crédito foram em lojas de tecido.

… todos os funcionários de todas a lojas de tecido em um raio de 100 quilômetros sabem seu nome.

… todos ao seu redor sabem que você faz Patchwork mesmo que você ainda não tenha dito isso a elas.

… se você não estiver costurando você está na internet vasculhando sites de Patchwork.

… o cheiro de tecido novo faz seus olhos brilharem.

… o carteiro vem lhe entregar uma encomenda e pergunta “mais tecido?”.

… o dono da loja de tecidos te leva para o fundo da loja para mostrar a nova remessa antes mesmo de colocar nas prateleiras.

… as únicas vezes em que você lava roupa é quando chega com um monte de tecido novo que precisa ser pré-molhado.

… você planeja para que sua viagem de férias aconteça durante e justamente na cidade do festival de Patchwork.

… você não consegue sair de uma loja de tecido sem ter gasto pelo menos 100 reais.

… você olha para a roupa das pessoas e tenta determinar, apenas ao olhar, se o tecido é 100% algodão.

… você sonha que está passando tecidos importados e quando acorda percebe que está sorrindo.

… você tem tantos projetos inacabados que não seria possível terminá-los em um ano.

… durante uma reunião ou palestra você finge que toma notas, mas na verdade está rascunhando novos projetos de Patchwork.

… ao voltar de viagem você precisa comprar uma outra mala só para carregar seus novos paninhos.

… quando você está comprando tecido a vendedora pergunta “o que você vai fazer com eles?” e a sua resposta é “eu não sei”, “eu não tenho certeza” ou “eu só coleciono tecidos”.

… você não tem coragem de pagar 40 reais em um sapato novo, mas não tem problema em gastar 40 reais em um metro de tecido importado.

… você paga alguém para limpar sua casa, só para ficar com mais tempo para suas costuras.

… você precisa arrumar um bico trabalhando na loja de tecidos para ajudar a pagar a sua conta.

… você se pega apreciando com prazer o quão lindinhos são os tecidos que você tem em casa.

… você gasta muito mais dinheiro em coisas de Patchwork do que com seu guarda-roupa.

… você separa uma área da sala de estar para costurar para que assim você possa ver sua família de vez em quando.

… você acorda às 4hs e não consegue voltar a dormir porque está pensando no novo projeto de Patchwork que você quer fazer.

… você espreme seu dedo na porta do carro e antes mesmo de pensar “ai!” você pensa “ah não! Como é que eu vou costurar agora!?”

… você viaja para a Inglaterra e procura por uma loja de tecidos antes de ir visitar o Big Ben.

… você torce para chover no final de semana para ter uma desculpa para ficar em casa costurando.

… você fica 30 minutos procurando por seu dedal e de repente se dá conta de que ele estava no seu dedo todo esse tempo.

… você começa a dar seus projetos inacabados de presente para que alguém os termine.

… você pergunta para seu filho mais velho quando ele vai se mudar de casa, porque você quer transformar o quarto dele em uma sala de costura.

… você sabe exatamente quais serão seus próximos 10 projetos de Patchwork mas não faz idéia do que fará para o jantar dessa noite.

… frequentemente você gasta o seu dinheiro para o almoço em tecidinhos.

… você começa a esconder a fatura do seu cartão de crédito para que ninguém veja o quanto você gastou em lojas de tecido.

… para você Featherweight (peso-pena) não é uma modalidade de boxe.

… você esquece do tempo costurando e depois precisa correr como louca para deixar a casa em ordem e fazer o jantar antes de seu marido chegar em casa.

… você têm fat quartes guardados na sua gaveta de meias.

… seu marido e filhos andam pela casa com linhas presas nas roupas… assim como você.

… seu filho de 3 anos olha para o chão de uma igreja e fala “olha mamãe, é um quilt!”

… seu marido é capaz de ajudar a escolher a combinação de tecidos perfeita.

… seu marido sabe os nomes dos blocos e das técnicas de Patchwork de tanto te ouvir falar delas.

… você têm tecidos em todas a cores do espectro do arco-íris, mas precisa dar uma passadinha na loja de tecidos porque não consegue encontrar a cor exata que você quer.

… se você estiver hospitalizada seu filho te traz fat quarters de presente ao invés de flores.

… sua família se reúne em sua sala de costura e não na sala de estar.

… você despende seu tempo lendo essa lista, se identifica com mais da metade das sentenças e ainda pensa que é pouco. 

Fontes:
ALDRICH, Margret (ed.). Once upon a quilt: a scrapbook os quilting past and present. Minneapolis: Voyageur Press. 2003.
http://www.quiltbug.com/Articles/quilter-test.htm
http://quilted-with-love.blogspot.com/2010/02/you-know-you-are-quilter-when.html

domingo, 11 de março de 2012

QUILT INOVATIVO


Em Agosto de 2009 participar do TERÊ QUILT e esta foi, sem dúvida uma experiência enriquecedora e maravilhosa.
A Beth Cox é uma pessoa incrível. Adorei a organização, o espaço, a cidade, tudo!  Aproveitei ao máximo a grade de aulas, conheci quilters cujos trabalhos conhecia  e  admirava através da internet. Encontrei pela primeira vez e revi algumas amigas deste mundo virtual e além do mais estava na companhia da Aracy, voluntária  do Love Quilts Brasil e também amiga querida. 



Um das aulas que participei foi do QUILT INOVATIVO com a talentosa e criativa Maricéa Rezende Almeida,  que além de tudo é um doce de pessoa. 
O painel dela chamou minha atenção logo de cara, e embora eu não tivesse programado. Foi impossível não se inscrever.



Aqui a foto da turma:
Estávamos todos felizes mostrando o andamento de nossos trabalhos no encerramento da aula
e aqui eu e a mestra Maricéa!

Depois voltei a minha rotina e o meu painel acabou entrando no baú dos UFOS. Oh tristeza! Não me pergunte "por que?" Eu não sei responder, mas o fato é que ele ficou lá esperando pela oportunidade que o tiraria de lá e o transformaria em um trabalho concluído.

Como este ano estou determinada a terminar alguns UFOS o dia do meu Quilt Inovativo chegou! Oba!!!

Fiz mais algumas flores e botões e decidi utilizar viés ao invés do  cordão de seda para os cabos das flores,  e por ser um Quilt Inovativo fiz a minha própria interpretação no quilting livre.
Dizer a vocês que amei meu painel é pouco.

Estou, na verdade, arrependida por não tê-lo concluído antes. 
Mas como para tudo há um tempo certo, apresento a vocês o “Spring Gift”, meu Quilt Inovativo.
clique na imagem caso deseje ver este trabalho em tamanho maior

Características:
Técnicas: Foundation e Aplicação - inovativos
Tamanho: 51 X 56 cm
Quilting: Free Motion Quilting (na área central) e Stippling (nas bordas)
Viés de acabamento: Viés Francês

2º UFO Terminado em 2012 !!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...