domingo, 27 de setembro de 2015

STRING QUILT - Verde e Rosa - Oh Scrap!


STRING QUILT é uma das técnicas mais simples e tradicionais que existe em patchwork, com um efeito visual super interessante e estresse zero, pura diversão. 

Trata-se de um aproveitamento de sobras de retalhos, tiras. Oh Scrap!



Esta técnica é feita em foundation, tendo um outro tecido ralinho ou mesmo um papel como base. 

Separe as tiras que pretende usar com larguras variadas para o bloco ficar mais interessante. Não se preocupe com a estampa.


Eu optei por utilizar tiras de 2cm a 3,5cm de largura, nas cores verde, rosa e branco. 


Prepare a base.  Para este quilt  utilizei papel, de uma velha lista telefônica, no tamanho de  16,5cm X 16,5cm como base. 

Já usei morim como base em outros String Quilt, morim é aquele tecido leve,  ralinho e que normalmente é usado para faixas comerciais. Como ele é super engomado, é recomendado que seja bem lavado para remoção da goma.


Começando a brincadeira. Centralize na diagonal uma tira de tecido branco com o lado direito virado para cima  e prenda com alfinetes para que ela fique fixa. Sobre o tecido branco alinhe em uma das beiradas uma tira rosa com o lado direito do tecido virado para baixo.



Faça uma costura a 0,75cm da margem, lembre-se de remover

os alfinetes a medida em que costura avança.

Dica: reduza o tamanho do ponto. Isto é importante pois facilitará a remoção do papel e com o ponto menor, quando você for refilar as costuras não irão se abrir.


Para otimizar o trabalho costure vários na sequência e em seguida abra e assente a costura passando a ferro.



Repita acrescentando outras tiras da mesma cor, sem repetir os tecidos, vá costurando as tiras aleatoriamente, sem se preocupar se irão ou não combinar, isto faz parte da diversão e os resultados costumam ser surpreendentes. Costure sempre do mesmo lado. Se você começou a costurar à direita da tira branca, vá acrescentando novas tiras sempre a direita,  até cobrir  todo este lado da base. Como as larguras das tiras de tecido são variadas, alguns blocos receberão mais e outros menos tiras.


Dica:  o ideal é que a última tira seja costurada  a pelo menos 3cm da quina da base para que o canto não fique muito volumoso com as margens  de costura e também para que esse triangulo não fique muito pequeno.









Agora repita todo o processo com a outra cor, do outro lado da tira branca. 


Costure, abra e assente a costura passando a ferro, até completar com tiras toda a base.

Dica: apenas pressione o ferro, não precisa ficar alisando o tecido de um lado para o outro, isso poderá distorcer a trama.










Quando a base estiver totalmente coberta é hora de refilar retirando os excessos de tecidos e voalá você tem agora pronto as partes que irão compor o bloco.


Sempre que utilizo uma base de papel, prefiro refilar apoiando a régua do lado do avesso, sobre o papel, pois a superfície fica mais plana e é mais fácil de fixá-la para então refilar.

Dica: procure centralizar o tecido do meio, neste caso o branco com os 2 cantos diagonais da régua para que ao refilar o bloco o tecido branco fique centralizado.


Coloque tudo no Design Wall, se você não tiver, isso não é problema! Coloque no chão ou sobre uma mesa que permita que você tenha uma visão geral do trabalho. Verifique se os blocos estão distribuídos para evitar que uma mesma estampa ou cores fortes, ou claras  fiquem concentradas em determinada área do quilt.






Una as partes  de 4 em 4 como se estivesse montando um bloco Four Patch.

Dica: passe as costuras abertas para melhor assentamento do trabalho.

Em seguida costure os blocos formando carreiras e na sequência una as carreiras formando o topo.


Remoção do papel - Acredite esta é a parte mais demorada.

OBS - Se sua base for em tecido ela não será removida mas seu quilt ficará mais pesado.




Monte o sanduíche, faça o quilting conforme desejado, arremate costurando o viés de fechamento e não esqueça de colocar uma etiqueta com o nome do quilt, seu nome e a data em que ele foi feito.

Tamanho final deste quilt: 90 cm X 120 cm

Espero que você tenha gostado e experimente esta técnica.

12 comentários :

  1. Awesome scrap quilt, so pretty! Kat @ katandcatquilts.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thank you Kaitlyn!! I do love String quilts. Hugs

      Excluir
  2. I like to color coordinate my scraps too. Your pink and green work well. claire aka knitnkwilt, visiting from Oh Scrap!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Thanks for visiting Angela. Have a great week. Hugs

      Excluir
  4. Adorei Ivani. Você está a todo vapor hein.
    Ficou lindo demais esse quilt. Adoro a combinação de rosa e verde.
    E adorei seus bordados do post anterior e a dica do curso tambem. Pena que estarei viajando nesse período, mas depois vou procurar saber mais de bordado livre.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viajar também é tudo de bom, aproveite Paula.
      Agradeço pelos elogios.
      abraços

      Excluir
  5. So very pretty Ivani! I use fabric for my string blocks. One of these days I should try paper. Thanks for linking up with Oh Scrap!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hi Cynthia, I've used fabric as a foundation before.
      the quilt turns heavier, but it is more practical because it eliminates the step of removing the papers. Thanks for visiting. Hugs

      Excluir
  6. Lovely quilt, in really pretty colours Ivani.

    ResponderExcluir

Que bom que você vai deixar um comentário.
Seus comentários me incentivam e me fazem feliz.
É bom receber sua visita.
Obrigada!
Your comnents makes me happy. Thanks.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...